Ceará registra um acidente do trabalho a cada hora

Ceará registra um acidente do trabalho a cada hora

Hoje é o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho

Do início de 2018 até hoje, 5001 acidentes do trabalho foram registrados no Ceará. A média é de uma ocorrência a cada hora, com 36 mortes acidentárias, de acordo com estimativa do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho. Fortaleza concentra 50% dos casos de todo o estado. Os dados consideram apenas as ocorrências registradas no INSS por meio de Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) e sugerem uma realidade ainda mais significativa de acidentes não notificados.

De 2012 a 2017, foram 52.619 registros, ou seja, quase 9.000 acidentes anualmente. No mesmo período, o setor de atendimento hospitalar foi o que mais emitiu CATs no estado (3.971 registros), seguido da fabricação de calçados sintéticos (2.273), fabricação de calçados de couro (2.225) e construção civil (2.134).

Em 40% dos casos, de 2012 a 2017, os acidentados sofreram fraturas ou cortes (laceração, ferida contusa ou punctura). Por isso, o Ministério Público do Trabalho (MPT) firmou acordo nacional com empresas do ramo produtivo de cimento para reduzir o peso da saca de 50 para 25 quilos, nos próximos 10 anos. “A medida traz benefícios não só para os trabalhadores da produção, mas também para os que atuam no varejo e na construção civil. É uma atividade preventiva”, esclarece o procurador-chefe do MPT no Ceará, Francisco José Parente Vasconcelos Júnior.

Somente este ano, já foram gastos mais de R$ 2,4 bilhões em benefícios previdenciários causados por acidentes e doenças do trabalho em todo o país. “Atualmente, a União tem ingressado na Justiça contra as empresas, para ressarcimento das despesas com trabalhadores acidentados”, explica o procurador-chefe. “Esse é mais um motivo para que o segmento empresarial se conscientize e cumpra as normas de saúde e segurança do trabalho”, defende.

Monitoramento

Os dados são do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, ferramenta desenvolvida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e Organização Internacional do Trabalho (OIT). O site atualiza em tempo real dados do INSS e Ministério da Fazenda para subsidiar projetos, programas e políticas públicas de promoção do trabalho seguro.

Fonte: MPT 7ª Região

Prefeitura assina ordem de serviço para obras da nova Beira Mar

Prefeitura assina ordem de serviço para obras da nova Beira Mar

A previsão de início das obras é para agosto deste ano, com conclusão em 24 meses

oi assinada a ordem de serviço para início das obras da nova Avenida Beira Mar de Fortaleza nesta quinta-feira (26). As intervenções, que incluem melhorias urbanísticas e de mobilidade ao longo da via, e a construção de um novo calçadão em toda a extensão da orla, estão previstas para iniciar em agosto deste ano. A previsão de conclusão é de dois anos.

A obras serão executadas pela Secretaria Municipal da Infraestrutura, por meio da empresa Edcon Comércio e Construções LTDA, vencedora da licitação. Está prevista a urbanização completa do trecho entre a Avenida Rui Barbosa e a Rua Tereza Hinko, dando continuidade às obras de requalificação já realizadas desde o novo Mercado dos Peixes, no Mucuripe, até o calçadão na Estátua de Iracema, às margens do Riacho Maceió.

Aumento da faixa de areia

    Ampliação da faixa de areia ocorrerá em dois trechos do litoral de Fortaleza (Foto: Diário Oficial/Reprodução)

De acordo com a prefeitura, são dois trechos de intervenções:

O primeiro entre os espigões da Rua João Cordeiro e da Avenida Rui Barbosa, prevê o acréscimo da faixa de praia e o Aterro da Praia de Iracema ficará com uma área total de 71 mil m² de área.

O segundo trecho consiste no aumento da faixa de praia entre a Av. Rui Barbosa e a Av. Desembargador Moreira, criando um novo aterro com cerca de 81 mil m² de área, possibilitando a ampliação do calçadão.

Ainda segundo a prefeitura, a região passará a contar com nova iluminação, fiação embutida, espaços para convivência com caramanchões, academias, banheiros, parque infantil, quadras de vôlei de praia, pista de skate, anfiteatro, pista de hockey, ciclovia, pista de cooper com 2,6 km de extensão, além de um posto da Casa do Turista e prédio administrativo.

   Feirinha na Avenida Beira Mar (Foto: Prefeitura de Fortaleza/Divulgação)

A feira de artesanato deve ganhar novo piso, nova iluminação e zoneamento com padronização dos boxes comerciais.

As obras vão custar aproximadamente R$ 40 milhões e vão contar com recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

Fonte: G1

TRABALHADORES DA OBRA DO AEROPORTO REJEITAM CONTRAPROPOSTA PATRONAL

TRABALHADORES DA OBRA DO AEROPORTO REJEITAM CONTRAPROPOSTA PATRONAL

Em assembleia realizada na manhã de hoje (25/07), os trabalhadores da obra de reforma e ampliação do Aeroporto Pinto Martins em Fortaleza, rejeitaram por unanimidade a contraproposta apresentada pelo Consórcio responsável pela obra.

Ficou deliberado que após o tempo de 72h, os trabalhadores irão paralisar suas atividades por tempo indeterminado, caso não haja nenhum avanço nas negociações na solução de todos os problemas e reivindicações da categoria.

Uma próxima assembleia ocorrerá na próxima segunda feira, dia 30 de julho no canteiro de obras e até lá, o sindicato aguarda o posicionamento das empresas.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO – ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO – ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Lançado Edital de Convocação para Assembleia Geral Extraordinária convoca todos os trabalhadores da Cobra Brasil Serviços, Comunicações e Energia S. A. para participarem e deliberarem assuntos gerais nas seguintes assembleias que serão sempre realizadas em primeira convocação às 7h e em segunda e última convocação às 7:30h .

O Edital foi publicado na página 19 do caderno Populares do Jornal O Povo, edição do dia 20 de julho de 2018.

Para baixar o Edital, clique aqui: EDITAL CCT SINTEPAV -CE 2018 2019 – COBRA

LOGO APÓS A RETOMADA DA OBRA DO AEROPORTO DE FORTALEZA, OS TRABALHADORES JÁ AMEAÇAM PARALISAÇÃO

LOGO APÓS A RETOMADA DA OBRA DO AEROPORTO DE FORTALEZA, OS TRABALHADORES JÁ AMEAÇAM PARALISAÇÃO

Inabilidade do Consórcio Aeroporto de Fortaleza em negociar o ACT – Acordo Coletivo de Trabalho põe em risco o andamento da obra que hoje conta com cerca de 400 trabalhadores e estava paralisada desde 2014.

O SINTEPAV-CE publicou, na data de hoje (19/07), um Edital de Convocação para Assembleia Geral Extraordinária, convocando todos os trabalhadores do canteiro de obras do Aeroporto Internacional Pinto Martins em Fortaleza/CE, para participarem de uma assembleia que será realizada no próximo dia 25 de julho.

A razão da insatisfação da categoria está relacionada à falta de avanço nas negociações do ACT – Acordo Coletivo de Trabalho que deverá ser firmado entre o consórcio responsável pela obra e o sindicato para garantir os direitos dos trabalhadores. Para Raimundo Nonato Gomes, presidente do SINTEPAV-CE, essa conduta do consórcio só mostra que mais uma vez, a obra vai dar trabalho.

O impasse nas negociações começou quando o consórcio não quis atender o pedido da categoria para o valor da cesta básica; da PLR – Participação nos Lucros e/ou Resultados e do plano de saúde. Além desses motivos, Raimundo Nonato questiona o fato de o consórcio já ter contratado mais de 50% de sua mão de obra de trabalhadores de outros estados. “Entendemos que uma obra deve atender o máximo de trabalhadores da região, visto que temos qualificação para atender a demanda”, afirma o presidente que tem recebido constantes reclamações da categoria sobre a falta de oportunidade de emprego.