BALANÇO ANUAL DE ATIVIDADES 2017

BALANÇO ANUAL DE ATIVIDADES 2017

Estamos chegando ao fim de mais um ano de muito trabalho, um ano em que tivemos uma das maiores traições ao trabalhador brasileiro. Estamos enfrentando um momento difícil, de crise e incerto. Porém, não podemos baixar a guarda e deixar com que os empresários possam nos escravizar, como foi no passado.

A Reforma Trabalhista tem um grande impacto na vida econômica de todos os brasileiros e para o trabalhador da Construção Pesada não é diferente. Por essa razão, nos unimos às demais categorias do nosso Estado e fizemos uma grande mobilização para que o governo federal não aprovasse a tal reforma. Embora a reforma tenha sido aprovada, acreditamos que nossa luta não foi em vão. Estamos juntos para enfrentar toda e qualquer situação.

 

 

 

 

 

 

 

Em parceria com o SESI – SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, O SINTEPAV-CE proporcionou atendimento aos associados durante o ano de 2017 para procedimentos laboratoriais, ultrassonografias, raio X, serviços médicos clínicos e ocupacionais. Foi investido o total (até o dia 30 de novembro), em benefícios na área de saúde ao trabalhador da categoria pesada, o valor de R$ 21.096,00 (vinte e um mil e noventa e seis reais).

MESES VALORES
JAN R$ 1.495,00
FEV R$ 2.214,00
MAR R$ 1.891,00
ABR R$ 1.587,00
MAI R$ 1.830,00
JUN R$ 1.571,00
JUL R$ 2.492,00
AGO R$ 2.101,00
SET R$ 2.134,00
OUT R$ 2.012,00
NOV R$ 1.769,00

TOTAL R$ 21.096,00

Nosso setor de homologação em Fortaleza e Região Metropolitana realizou de janeiro a novembro de 2017 um total de 2.158 homologações. Já a Região do Cariri, na sub sede Juazeiro do Norte, foram realizadas 1.610 homologações no mesmo período. Embora tenhamos uma baixa no número de empregos no setor da construção, nossas expectativas para os próximos anos são positivas. O Governo Federal deverá retomar grandes e importantes obras em nosso Estado.

No ano de 2017, o setor de fiscalização da nossa entidade, visitou em todo o Estado cerca de 4000 (quatro mil) trabalhadores, atendendo as reivindicações e demandas da categoria. Foi um ano de intensas atividades e negociações. Diante da incerteza e intransigência do sindicato patronal em não negociar a Convenção Coletiva de Trabalho, tivemos que batalhar para firmarmos ACT´s Acordo Coletivo de Trabalho para atender o maior número de trabalhadores.

Nosso setor jurídico também não teve folga durante esse ano, foram realizadas mais de 50 (cinquenta) denúncias junto a Procuradoria Regional do Trabalho da 7ª Região e ao Ministério Público do Trabalho e Emprego, relacionadas a irregularidades encontradas no canteiro de obras de empresas da nossa categoria. Firmamos mais de 10 (dez) TAC’S (termo de ajuste de conduta) e ingressados mais de 50 (cinquenta) pedidos de Mediação Coletiva junto a Superintendência Regional do Trabalho da 7ª região, com objetivo de negociar a pauta de reivindicação dos Trabalhadores da Construção Civil Pesada do Estado do Ceará.

Mais de 10 (dez) Acordos Coletivos de Trabalho para vigência dos anos de 2017/2018 os quais estabelecem basicamente: Reajuste salarial, Reajuste no valor pago a título de cesta básica e a renovação das clausulas da última Convenção Coletiva de Trabalho vigente.

Na Justiça do Trabalho, foram ingressadas mais de 60 (sessenta) Ações de Cumprimento de Norma Coletiva, visando a execução do instrumento coletivo sobre o contrato de trabalho dos trabalhadores da categoria.

Ainda em 2017, Raimundo Nonato Gomes foi reeleito para mais uma mandato à frente da entidade. Até 2021, nosso presidente terá grandes desafios, mas ele não teme a batalha. Em seu discurso de posse, Raimundo afirma que dias piores a categoria já enfrentou e por essa razão, ele acredita que sairemos desse momento de crise em que todo o Brasil está enfrentando, mais fortalecidos.

É isso. Mais uma etapa. Estamos certo que em 2018 estaremos mais uma vez juntos e misturados por uma categoria justa e igualitária.

Desejamos à todos um Fim de Ano de paz, harmonia e saúde e em 2018 estaremos aqui para continuarmos nossa luta!

SINTEPAV-CE e Diretoria.

Dezembro Laranja – Mês Nacional de Combate ao Câncer de Pele

Dezembro Laranja – Mês Nacional de Combate ao Câncer de Pele

A iniciativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia de criar um evento que marcasse o início de uma série de ações para conscientização, prevenção e tratamento do câncer de Pele merece o reconhecimento da comunidade médica e o respeito da sociedade por se tratar de um trabalho conjunto em prol da solução de um problema que pode atingir qualquer pessoa sem distinção, mas que, por outro lado, pode ser evitado com medidas muito simples na rotina pessoal.

O câncer de pele representa 25% dos diagnósticos de câncer no Brasil, isso significa que entre quatro casos confirmados um é de câncer de pele. Mas o que a maioria das pessoas não sabe é que a doença pode ser evitada apenas com a mudança de hábitos, como usar filtro solar todos os dias e cuidar da exposição nos horários de risco.

“A escolha de dezembro como o mês nacional da luta contra o Câncer de Pele no Brasil é muito apropriada por se tratar do período que antecede o verão, férias e festas de fim de ano. Geralmente as pessoas viajam para o litoral brasileiro neste período e há um aumento preocupante da exposição ao sol. Em minha opinião, as ações deveriam acontecer até o final do verão”, defende a dermatologista Marcella Alves.

“Se prevenir do sol é mais fácil do que tratar o câncer de pele”.

A ideia de prevenção do câncer de pele está relacionada à vulnerabilidade aos raios UV e ao fototipo de pele. É fundamental ter consciência de ambos os aspectos para uma prevenção mais efetiva. Descubra o quanto antes qual o seu fototipo de pele e se você faz parte de algum grupo de risco. A prevenção é a melhor forma de evitar este tipo de câncer.

Grupos de Risco para o Câncer de Pele:

– Histórico de câncer de pele na família;
– Pele muito clara;
– Cabelos claros e olhos azuis;
– Pessoas que sempre se queimam e nunca se bronzeiam;
– Pessoas que tenham pintas pelo corpo;
– Que trabalhem diretamente sob o sol;
– Que nunca usam filtro solar.

Feriado da Categoria – Dia da Construção Pesada no Ceará

Feriado da Categoria – Dia da Construção Pesada no Ceará

O SINTEPAV-CE informa que de acordo com a Cláusula 48 da CCT – Convenção Coletiva de Trabalho, a última sexta feira de novembro (24/11/2017) é feriado para a categoria da Construção Pesada em todo o Estado do Ceará. Por tanto, não haverá expediente em nenhuma das nossas sedes.

Aproveitamos para desejar a todos os trabalhadores um excelente feriado e que Deus continue iluminando e abençoando a vida de cada um.

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA OITAVA – DIA DO TRABALHADOR DA CONSTRUÇÃO PESADA E DA MONTAGEM INDUSTRIAL
Fica instituída a última sexta feira do mês de novembro, como dia do trabalhador da Indústria da Construção Pesada e dia do trabalhador da Montagem Industrial. Sendo esse dia considerado feriado pelas empresas.

A data também está homologada pela Assembleia Legislativa do Ceará desde 2013, sendo comemorada em 29 de novembro. Caso as empresas não queiram parar suas atividades na última sexta feira do mês, fica obrigada a parar suas atividades em 29 de novembro de acordo com o Decreto Lei Nº 15.441 de 10 de Outubro de 2013, em anexo.

Novembro Azul – Apoiamos essa causa!

Novembro Azul – Apoiamos essa causa!

Novembro Azul é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Apesar do apoio de várias entidades não governamentais, o movimento, em especial no seu aspecto relacionado ao câncer de próstata, é repudiado pelo Ministério da Saúde brasileira e pelo Instituto Nacional do Câncer (INCa), devido à ausência de indicações científicas para a realização do rastreio. Outras entidades que se colocam contra esta atividade são a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMF), o United States Preventive Services Task Force, o Canadian Task Force on Preventive Health Care e o United Kingdom National Screening Comittee.

O movimento surgiu na Austrália, em 2003, chamado Movember, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado a 17 de novembro.

No Brasil, o Novembro Azul foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, com o objetivo de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque, e obteve ampla divulgação. Em 2014, o Instituto realizou 2.200 ações em todo o Brasil, com a iluminação de pontos turísticos (como Cristo Redentor, Congresso Nacional, Teatro Amazonas, Monumento às Bandeiras), adesão de celebridades (Zico, Emerson Fittipaldi, Rubens Barrichello), ativações em estádios de futebol, corridas de rua e autódromos, além de palestras informativas, intervenções em eventos populares e pedágios nas estradas.

Em vários países, o Movember é mais do que uma simples campanha de conscientização. Há reuniões entre os homens com o cultivo de bigodes (ao estilo Mario Bros), símbolo da campanha, onde são debatidos, além do câncer de próstata, outras doenças como o câncer nos bagos, depressão masculina, cultivo da saúde do homem, entre outros.

Fraport investirá R$ 600 mi em dois anos

Fraport investirá R$ 600 mi em dois anos

Obras iniciam em fevereiro e incluem expansão da pista e pontes adicionais para o recebimento de aeronaves. Banheiros, iluminação e Wi-fi entram no “pacote” de melhorias imediatas empreendidas pela empresa

Governo do Estado e Fraport Brasil apresentaram ontem detalhamento do gerenciamento do Aeroporto de Fortaleza TATIANA FORTES

A Fraport, concessionária do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, planeja investir R$ 600 milhões nas obras do equipamento nos próximos dois anos. As modificações iniciam em fevereiro. A informação foi confirmada por Andrea Pal, CEO da Fraport Brasil, durante apresentação do plano de ações para o terminal da Capital, ontem, no Palácio da Abolição. Ao todo, a companhia deve investir entre R$ 1,7 bilhão e R$ 2 bilhões em melhorias, no prazo de 30 anos.

As intervenções têm previsão de encerramento em 26 meses, especificamente no dia 28/10/2019, segundo cronograma divulgado pela empresa alemã. De acordo com Andrea, as obras serão tocadas de maneira concomitante. “Esperamos o projeto ser aprovado pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e devemos iniciar em cerca de três meses as obras, incluindo a extensão da pista. O terminal terá sete pontes adicionais, com mais vagas para as aeronaves. O plano é construir tudo de uma vez só”, destaca a CEO da Fraport.

Melhorias em banheiros, iluminação do terminal e Wi-Fi também estão incluídas. A expectativa da empresa é duplicar a capacidade de passageiro no período da concessão. A infraestrutura atenderia a até 16 milhões de passageiros por ano. A movimentação atual de visitantes é de 6,4 milhões/ano.

A requalificação do acesso ao Pinto Martins, contudo, ficará para o fim da operação. “Normalmente, ficam para o término da operação, por causa do tráfego de caminhões. Será construída por nós”, acrescenta a CEO.

Sobre a melhoria dos serviços, Andrea também adianta que os contratos tocados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) devem ser revistos. “Vamos estudar cada um dos contratos. Eles serão revistos”, afirma. Isto deve incluir um dos principais serviços questionados pelos usuários do terminal de Fortaleza, que é o estacionamento. Em setembro, a empresa Master Park, responsável pelo equipamento, foi multada em R$ 141 mil pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) devido a irregularidades dos serviços prestados.

Referência

Stefan Schulte, diretor executivo do Grupo Fraport, destaca que há um compromisso em transformar o Pinto Martins em referência na América Latina. “Queremos um aeroporto maior e melhor. Trouxemos o nosso melhor pessoal, temos bastante experiência. Já estamos trabalhando nesse projeto há muito tempo. Garantimos fazer a nossa parte pois vai melhorar a vida dos cearenses”, diz a executiva.

A administração da Fraport para o Aeroporto de Fortaleza foi um dos atrativos para que a Capital cearense fosse escolhida como hub de conexões da Air France-KLM/Gol no Nordeste, desbancando a concorrência de Recife e Salvador, cidades cotadas para receber o equipamento.

A avaliação é do governador Camilo Santana (PT). “Hoje colhemos bons resultados com a chegada da Fraport. O Estado se coloca à disposição para que o projeto tenha êxito. O hub representa uma oportunidade para atração de um maior número de turistas e geração de emprego e renda”, afirma o chefe do Executivo estadual.

Já o prefeito Roberto Cláudio (PDT) acredita que a expertise da Fraport pode auxiliar na atração de novos investimentos à Cidade. “Com o gerenciamento aeroportuário, a empresa trará sua experiência e o conjunto de relações internacionais já estabelecidas para o Aeroporto de Fortaleza, mais do que apenas uma operação de excelência”, finaliza.

Fonte: Jornal O Povo – Átila Varela

SINTEPAV-CE 17 ANOS LADO A LADO COM O TRABALHADOR!

SINTEPAV-CE 17 ANOS LADO A LADO COM O TRABALHADOR!

Olá Companheiros!

Hoje, dia 16 de outubro de 2017, estamos completando mais um ano da nossa entidade. É um dia de festa… nossa entidade completa 17 anos!
São 17 anos de muitos desafios, lutas e também muitas conquistas. Momentos que tornaram nossa entidade mais forte, séria e, consequentemente, mais respeitada.
Nessa trajetória, tivemos grandes embates e muito trabalho. Mas, a nossa maior conquista é o nosso maior patrimônio – o trabalhador!
É em razão da nossa categoria que permanecemos unidos e não temendo as adversidades nas conquistas e garantias dos nossos direitos. Permanecemos juntos e misturados e desejamos à todos os trabalhadores da Construção Pesada dias melhores e que juntos possamos cada dia mais avançar em nossas lutas e em nossos ideais…

Aproveitamos também para agradecer e parabenizar cada trabalhador que já passou pela entidade e os que permanecem, nosso muito obrigado!! A categoria hoje é forte e reconhecida, graças ao empenho e dedicação de cada um!!

Raimundo Nonato Gomes – Presidente SINTEPAV-CE e diretoria!

Outubro Rosa: saiba o que é e entenda a sua importância

Outubro Rosa: saiba o que é e entenda a sua importância

Outubro Rosa: saiba o que é e entenda a sua importância

O movimento ocorre durante o mês de outubro e tem como objetivo ressaltar a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Outubro Rosa é um movimento que ocorre internacionalmente durante todo o mês de outubro. Ele tem como objetivo principal ressaltar a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

O Outubro Rosa começou na década de 1990, nos Estados Unidos, onde os estados faziam ações isoladas referentes ao assunto. Com a posterior aprovação do Congresso Americano, o mês de outubro se tornou o mês nacional de prevenção contra o câncer de mama no país.

Para mobilizar a população americana sobre a importância da ação, as cidades começaram a se enfeitar com laços rosas. Inicialmente, a ideia foi lançada pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e os laços foram dados aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova Iorque, em 1990. Depois disso, o objeto passou a ser distribuído em locais públicos, corridas, desfiles de modas, entre outros eventos.

Embora a doença esteja presente no ano inteiro, o mês de outubro foi escolhido para representar a causa ao redor do mundo. Durante todo o período, é comum ver espaços e monumentos decorados e/ou iluminados com a cor.

No Brasil, o primeiro sinal de envolvimento com o Outubro Rosa aconteceu em outubro de 2002, quando o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, foi iluminado com a cor. Em outubro de 2008, o movimento ganhou ainda mais força e várias cidades brasileiras abraçaram o movimento.

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo entre as mulheres, sendo 22% dos novos casos a cada ano. No Brasil, as taxas de mortalidade por esse tipo de câncer continuam elevadas, especialmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. Por isso, o autoexame das mamas e a mamografia são essenciais.

VAMOS ENTENDER UM POUCO MAIS SOBRE O CÂNCER DE MAMA:

Além do nódulo: 8 sintomas que podem indicar o câncer de mama
Tamanho alterado da mama, secreção pelo mamilo e nódulos nas axilas estão entre os outros sintomas do câncer de mama

Quando se fala em sintomas do câncer de mama, a primeira coisa que vem à mente é o nódulo que pode ser encontrado no autoexame ou na mamografia. Embora não seja o único sinal, existe um motivo muito claro para ele ser o escolhido das campanhas do Outubro Rosa, em que o destaque é a prevenção à doença.

“O nódulo é um sintoma do estágio mais inicial do câncer de mama e permite o diagnóstico em uma fase plenamente curável da doença”, explica o oncologista Artur Malzyner, consultor científico da Clionco – Clínica de Oncologia Médica.

A oncologista Cintia Nunes, do Hospital Santa Cruz, complementa dizendo que “os outros sintomas indicam um estágio mais avançado do câncer de mama” e que a mamografia é capaz de detectar nódulos ainda menores, imperceptíveis no autoexame. Por isso, fazer o exame anualmente é fundamental na prevenção.

Os dois especialistas nos contaram quais são os outros sintomas do câncer de mama e por que eles ocorrem. Confira a lista e nunca ignore os sinais: se perceber qualquer um deles a qualquer momento, procure um mastologista para que seja feito um ultrassom, uma mamografia e a biópsia necessária.

Alterações no formato ou no tamanho da mama

O tumor afeta o tecido mamário, produzindo uma deformidade nos tecidos adjacentes a ele. Isso faz com que a mama afetada aumente (pelo inchaço) ou diminua (pela retração do tecido) de tamanho e fique com o formato alterado.

Em alguns casos, pode haver o afundamento de uma parte da mama logo acima do tumor, causado por uma fibrose local (uma espécie de degeneração das fibras das glândulas mamárias).

Vermelhidão, calor ou dor na pele da mama

Estes sintomas indicam um processo inflamatório causado nos gânglios linfáticos regionais. É normal os seios doerem um pouco no período menstrual, mas se a dor for persistente e acompanhada de vermelhidão e sensação de calor, é bom checar a situação o mais rápido possível.

Pele da mama semelhante a uma casca de laranja

É o principal sintoma do câncer de mama inflamatório, um subtipo do câncer de mama que obstrui os vasos da pele da mama. Normalmente é acompanhado de inchaço e vermelhidão.

Formação de feridas ou crostas na pele do mamilo

Feridas ou crostas no mamilo apontam para lesões mais superficiais do câncer de mama. É a úlcera local que as causa.

Coceira frequente na mama ou no mamilo

Normalmente é um sinal de que o câncer de mama não conseguiu um grau de penetração grave nos tecidos mamários e se exterioriza dessa maneira.

Inversão do mamilo

O mamilo fica invertido quando surge um tumor retroareolar, ou seja, atrás da aréola. Assim como pode ocorrer em qualquer parte do restante da pele da mama, este tumor pode repuxar a pele da aréola e fazer com que haja a inversão do mamilo. É como o afundamento da pele mencionado anteriormente, só que em uma localização bem específica.

Liberação de secreção ou sangue pelo mamilo

Apesar do susto que pode ser ver uma secreção amarelada ou avermelhada saindo pelo mamilo, este não é dos sintomas mais graves. Trata-se de um sinal de que o tumor está localizado nos ductos mamários e que, via de regra, o câncer está em estágio inicial.

Inchaço e nódulos nas axilas

Já este é um sintoma de que o câncer de mama está um pouco mais avançado e já está “fugindo” pelos gânglios linfáticos.

Mas nada de pânico

É óbvio que todo sinal deve despertar sua atenção e ser levado a sério, mas tanto Cintia quanto Artur recomendam que se tenha bom senso antes de ficar desesperada ao notar qualquer um dos sintomas isoladamente. “Problemas dermatológicos também podem causar feridas e coceiras nos mamilos”, exemplifica Cintia.

Fique de olho no conjunto dos sintomas e nos hábitos do dia a dia. E, por favor, não deixe de fazer sua mamografia anualmente.

Não fique só, fique sócio!!

Não fique só, fique sócio!!

Fortaleça a sua categoria. A luta não é somente sua. A luta é de todos nós!

Apesar de não ser obrigatória, a sindicalização é um direito do trabalhador e um verdadeiro exercício de cidadania.

Os sindicatos são as únicas instituições com legitimidade para representar os trabalhadores junto aos empregadores.

Ser sindicalizado significa participar de ações que valorizam o ofício de cada trabalhador. É lutar para manter direitos já conquistados e para ampliá-los.

O SINTEPAV-CE tem anos de lutas e comprometimento com a base. Não fique só, fique sócio!!