ATENÇÃO TRABALHADORES DA VIA TORC – EDITAL DE ASSEMBLEIA

ATENÇÃO TRABALHADORES DA VIA TORC – EDITAL DE ASSEMBLEIA

Atenção trabalhadores da obra de requalificação da BR 222 para Assembleia Geral que será realizada na próxima terça-feira, dia 11 de setembro de 2018 às 6:30h no canteiro de obras da Via Torc – 4º Anel Viário, KM 22, Conjunto Nova Metrópole conforme Edital Publicado no Jornal O Povo, Caderno Populares O Povo, página 12, Edição do dia 06 de setembro de 2018.

Pauta da Assembleia: ACT – Acordo Coletivo de Trabalho e Assuntos gerai.

Participem!!

Feriado de 7 de Setembro – Dia da Independência do Brasil 2018

Feriado de 7 de Setembro – Dia da Independência do Brasil 2018

Em virtude ao Feriado de 07 de Setembro de 2018, Dia da Independência do Brasil, não teremos expediente em nossa sede no dias 07 de setembro (sexta feira), retomaremos nossas atividades normais na segunda feira, dia 10 de setembro de 2018.

Entenda o significado desse dia

O Dia da Pátria (também chamado Dia da Independência do Brasil ou Sete de Setembro) é um feriado nacional da pátria brasileira celebrado no dia 7 de setembro de cada ano. A data comemora a Declaração de Independência do Brasil do Império Português no dia 7 de setembro de 1822.

m 1808, tropas francesas comandadas pelo imperador Napoleão Bonaparte invadiram Portugal como forma de retaliação ao país ibérico por sua recusa em participar do embargo comercial contra o Reino Unido. Fugindo da perseguição, a família real portuguesa transferiu a corte portuguesa de Lisboa para o Rio de Janeiro, então capital do Brasil Colônia. Em 1815, o príncipe regente D. João VI criou o Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, elevando o Brasil à condição de reino subordinado a Portugal, aumentando as independências administrativas da colônia.

Em 1820, uma revolução política irrompeu em Portugal, forçando o retorno da família real. O herdeiro de D. João VI, o príncipe D. Pedro de Alcântara, permaneceu no Brasil. Em 1821, a Assembléia Legislativa portuguesa determinou que o Brasil retornasse à sua condição anterior de subordinação, assim como o retorno imediato do príncipe herdeiro do trono português. D. Pedro, influenciado pelo Senado da Câmara do Rio de Janeiro se recusou a retornar em 9 de janeiro de 1822, na data que ficaria conhecida como Dia do Fico.

Em 2 de junho de 1822, dom Pedro convocou a primeira Assembléia Constituinte brasileira. Em 1º de agosto, declarou inimigas as tropas portuguesas que desembarcassem no Brasil e, dias depois, assinou o Manifesto às Nações Amigas, justificando o rompimento das relações com a corte de Lisboa e garantindo a independência do país, como reino irmão de Portugal.

Em 3 de setembro de 1822, um novo decreto com as exigências portuguesas chegou ao Rio de Janeiro, enquanto D. Pedro estava em viagem a São Paulo. Sua esposa, a princesa Maria Leopoldina, atuando como princesa regente, se encontrou com o Conselho de Ministros e decidiu enviar ao marido uma carta aconselhando-o a declarar a independência do Brasil. A carta chegou a D. Pedro no dia 7 de setembro. No mesmo dia, em cena famosa às margens do Riacho Ipiranga, ele declarou a independência do Brasil, pondo fim aos 322 anos do domínio colonial exercido por Portugal. De acordo com o pesquisador Laurentino Gomes, autor de livro sobre o evento, D. Pedro “não conseguiu esperar a chegada a São Paulo, onde poderia anunciar a decisão”. Gomes acrescenta que ele “era um homem temerário em suas decisões mas tinha o perfil do líder que o Brasil precisava na época, pois não havia tempo para se pensar”.

Um mês depois, em 14 de outubro de 1822, dom Pedro foi aclamado imperador e, em 1º de dezembro, coroado pelo bispo do Rio de Janeiro, recebendo o título de Dom Pedro I. As províncias da Bahia, do Maranhão e do Pará, que tinham juntas governantes de maioria portuguesa, só reconheceram a independência em 1823, depois de muitos conflitos entre a população local e os soldados portugueses.

No início de 1823, houve eleições para a Assembléia Constituinte que elaboraria e aprovaria a Carta constitucional do Império do Brasil, mas, em virtude de divergências com dom Pedro, a Assembléia logo foi fechada. A 1ª Constituição brasileira foi, então, elaborada pelo Conselho de Ministros e outorgada pelo imperador em 20 de março de 1824. Com a Constituição em vigor, a separação entre a colônia e a metrópole foi finalmente concretizada. Mesmo assim, a independência só é reconhecida por Portugal em 1825, com a assinatura do Tratado de Paz e Aliança entre Portugal e Brasil, por D. João VI.

Fonte: Wikipédia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_da_P%C3%A1tria

Complexo eólico no Ceará recebe licença prévia de órgão ambiental

Complexo eólico no Ceará recebe licença prévia de órgão ambiental

A Brasil Ventos, subsidiária de Furnas Centrais Elétricas, recebeu licença prévia da Superintendência Meio Ambiente do Ceará para a construção de uma linha de transmissão, de 70 quilômetros (Km) de extensão, que possibilitará o escoamento da energia gerada pelo complexo eólico que será instalado no município de Fortim, a 135 km de Fortaleza. A linha Jandaia-Russas II passará por seis municípios: Fortim, Aracati, Itaiçaba, Jaguaruana, Palhano e Russas.

O Complexo Eólico de Fortim, com 41 aerogeradores distribuídos em cinco parques, terá um investimento de R$ 650 milhões, por meio de financiamento do Banco do Nordeste. O complexo terá capacidade de gerar energia elétrica suficiente para atender 174 mil famílias ou ainda uma cidade de 600 mil habitantes.

Com previsão de início de operação para novembro do próximo ano, O Complexo de Fortim se juntará ao portfólio de Furnas, que colocou em operação nos últimos anos outras obras importantes, como o 1º Bipolo do Linhão de Belo Monte, as usinas hidrelétricas São Manoel, em Mato Grosso; e Santo Antonio, em Rondônia.

Investimentos até 2022

Como a Agência Brasil já havia informado no início de agosto, Furnas Centrais Elétricas pretende aumentar em mil megawatts (MW) a participação da energia eólica (proveniente dos ventos) em sua matriz energética e, para isso, vai investir R$ 5 bilhões até 2022.

A intenção da subsidiária da Eletrobras é colocar energia solar em todos os seus três parques eólicos e em algumas de suas 21 usinas hidrelétricas, inclusive a de Itumbiara, que é a maior usina hidrelétrica da subsidiária da Eletrobras, com capacidade instalada de 2.082 MW a partir de seis unidades geradoras.

As unidades eólicas vão funcionar como geração completar ao Sistema Furnas, que opera, além das 21 usinas hidrelétricas, duas termelétricas, três parques eólicos, e tem mais de 29 mil quilômetros (km) de linhas de transmissão.

Energia eólica

Em franca expansão no país, a energia eólica já responde em situações de necessidade, por exemplo, por mais de 60% do abastecimento da Região Nordeste e vem sendo fundamental para a garantia de suprimento para a região, segundo avaliação do próprio Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A estiagem que há mais de seis anos atinge o Nordeste, com forte impacto nas usinas da Bacia do São Francisco, aumentou a importância estratégica da fonte eólica, tornando-a fundamental para a região.

“Com a redução das chuvas e consequentemente das afluências nós tivemos que buscar nova fonte e aí a que efetivamente apareceu foi a fonte eólica e o resultado tem sido excepcional, até porque a região é acometida por ventos excepcionais e razoavelmente constantes, o que proporciona para a geração eólica uma capacidade de geração que se situa entre as melhores do mundo”, disse recentemente à Agência Brasil, o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Luiz Eduardo Barata.

Fonte: EBC – Agência Brasil

NOTA DE PESAR

NOTA DE PESAR

O SINTEPAV-CE lamenta a morte do trabalhador Raimundo Freitas Silva (37), vitima de um acidente de trânsito ocorrido na manhã de hoje (27/08) na Av. Mendel Steinbruch (rotatória da Ceasa) Região Metropolitana de Fortaleza.

Nesse momento, nos solidarizamos a toda família e amigos do companheiro que perdeu a vida quando se dirigia para o seu local de trabalho. A categoria está de luto!

Segundo informações colhidas no local do acidente por nossa equipe de fiscalização, Raimundo Freitas foi colhido por um micro-ônibus que faz transporte urbano na Região Metropolitana, quando caminhava no acostamento e morreu no local do acidente.

Raimundo Freitas trabalhava na função de servente no Consórcio Souza Reis/Jurema/Geosistemas – Anel V. Informamos ainda que estamos acompanhando todo o processo que envolve a morte do trabalhador para prestar toda assistência necessária à família.

 

15 de Agosto – Feriado de Nossa Senhora da Assunção – Padroeira de Fortaleza

15 de Agosto – Feriado de Nossa Senhora da Assunção – Padroeira de Fortaleza

Na próxima quarta-feira, 15/08, é celebrado o dia de Nossa Senhora da Assunção, padroeira de Fortaleza. Em decorrência da data, é feriado municipal na Capital. Por isso, informamos que não teremos atendimento em nossa sede na Capital. Retornaremos às nossa atividades normais na quinta feira, dia 16/08.

Desejamos a todos um excelente descanso!

Entenda a data

Dia da Assunção de Nossa Senhora é comemorado anualmente em 15 de agosto.

Esta data cristã celebra a assunção da Virgem Maria, mãe de Jesus Cristo, aos céus.

De acordo com os relatos bíblicos, Maria teria morrido durante o sono em 15 de agosto de 43 d.C, e acordado quando já estava sendo levada para o céu pelos anjos de Deus.

No Brasil, o dia da Assunção de Nossa Senhora é feriado municipal na cidade de Fortaleza, pelo fato de ser considerada a padroeira da capital cearense conforme lei em anexo.

Lei8797-03 – Feriados Fixos em Fortaleza

TCU suspende licitação para obras do Metrô de Fortaleza

TCU suspende licitação para obras do Metrô de Fortaleza
Tribunal de Contas pede explicações para a Secretaria da Infraestrutura sobre as regularidades no certame que definiu o consórcio à frente das obras.

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou em caráter liminar a suspensão das obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza. O TCU atendeu a representação feita pelo consórcio constituído pelas empresas Acciona Construccion S/A e Construtora Marquise S/A.

As empresas alegam uma série de irregularidades no processo licitatório que definiu o consórcio FTS, formado pela Construtora Ferreira Guedes e Sacyr Construccion S/A como o vencedor do certame.

A Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra), responsável pelas obras, informou que ainda não foi notificada da decisão.

Entre as irregularidades apontadas, a parte requerente alegou que a tramitação da concorrência pública para as obras da linha leste recebeu as documentações e proposta comercial de apenas uma licitante, por conta de inúmeras cláusulas restritivas. Contudo, a documentação apresentada pelo consórcio vencedor apresenta irregularidades.

Dizem ainda que o Governo do Ceará tem flexibilizado as interpretações legais e ignorado falhas documentais em favor do consórcio vencedor, a fim de mantê-lo habilitado.

De acordo com a decisão do TCU, a Seinfra deve se manifestar em até 15 dias.

Fonte: G1

Trechos da Av. Aguanambi são bloqueados para conclusão de obras

Trechos da Av. Aguanambi são bloqueados para conclusão de obras
Nesta quarta-feira, serão bloqueados os dois sentidos do viaduto; no sábado (4), Aguanambi ficará interditada entre a Domingos Olímpio e a Mestre Rosa.

O viaduto da Avenida Aguambi, em Fortaleza, será interditado nos dois sentidos a partir desta quarta-feira (1º) para que sejam finalizadas as obras de requalificação da via. De acordo com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), os veículos que utilizavam o equipamento terão que seguir pela rotatória. Agentes do Autarquia darão suporte operacional à intervenção.

No sábado (4) um novo bloqueio será implementado. A Avenida Aguanambi ficará interditada no trecho entre a Avenida Domingos Olímpio e a Rua Mestre Rosa. Até o dia 31 de agosto a via será liberada.

Veja os desvios, conforme orientação da AMC:

Sentido Messejana/Centro

Quem segue no sentido Messejana/Centro deve utilizar, prioritariamente, a Avenida Visconde do Rio Branco. Os ônibus já obedecem a esse desvio. Outra opção é seguir pela Avenida Aguanambi, dobrar à direita na Rua Artur Temóteo, à esquerda na Avenida Visconde do Rio Branco seguindo até a Dom Manuel.

O desvio para chegar ao Centro pela Rua Coronel Sólon será mantido, devendo o condutor dobrar à esquerda na Rua Padre Matos Serra, à direita na Rua Dom Sebastião Leme e à esquerda na Rua Coronel Sólon.

Sentido Centro/Messejana

O motorista que segue no sentido contrário (Centro/Messejana) terá que utilizar a Rua Lauro Maia (que terá sua circulação invertida), à direita na Rua Joaquim Magalhães e à esquerda retornando à Avenida Aguanambi.

O acesso ao Hospital Uniclinic será facilitado com a abertura provisória no cruzamento da Avenida Aguanambi com Joaquim Magalhães. Neste caso, o condutor deve seguir pela Rua Lauro Maia, dobrar à direita na Rua Joaquim Magalhães e à direita no contrafluxo da Avenida Aguanambi. Já o deslocamento para o jornal ‘O Povo’ deve ser feito pela rua de trás, Eusébio de Sousa, dobrando à direita na Rua Jornalista Daniel Carneiro, que terá o sentido invertido.

Obra e prazos

As intervenções que acontecem na Avenida Aguanambi fazem parte do corredor Messejana/Centro, cujo projeto prevê a requalificação viária da avenida no trecho compreendido entre a Domingos Olímpio e o viaduto da Borges de Melo, com a construção de um viaduto sobre a rotatória, passarela, faixas exclusivas para ônibus, novas estações, iluminação com fiação subterrânea, ciclovias, calçadas, paisagismo e novas praças.

Fonte: G1