EMPREGOS FORMAIS, UMA ANÁLISE DO SALDO CAGED JULHO DE 2015

O comportamento do mercado de trabalho formal no Ceará em julho de 2015, no acumulado do ano (janeiro a julho de 2015) e no acumulado dos últimos doze meses (agosto de 2014 a julho de 2015), com foco no Setor de Construção Pesada, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) é determinante para identificar os movimentos das empresas e trabalhadores no mercado de trabalho com cobertura legal. É a variação das contratações, ou seja, o fluxo de entrada e saída de trabalhadores nos postos de trabalho, medido através da relação entre o volume de empregados e desempregados, que definimos como saldo de contratações, que identificará as dificuldades ou oportunidades no mundo do trabalho.

 

Em julho de 2015, o Setor de Construção apresentou saldo positivo de 539 postos de trabalho formais. Os três subsetores apresentaram saldos positivos: Serviços Especializados para a Construção (26); Obras de Infraestrutura (498); e Construção e Incorporação de Edifícios (15) empregos. No acumulado do ano, o setor apresentou saldo positivo de 429. E no acumulado dos últimos 12 meses, o saldo permanece positivo, com criação de 3.633 postos de trabalhos.

 

Passando para análise da Classificação Nacional de Atividade Econômica (CNAE), que compõe a base da Construção Pesada, de acordo com a abrangência SINTEPAV-CE, constatou-se que o subsetor apresentou saldo positivo de 501 postos de trabalho em julho de 2015, terceiro mês seguido em que o subsetor apresentou crescimento, com isto a Construção Pesada recuperou todos os empregos perdidos neste ano e acrescentou mais. No acumulado do ano, a Construção Pesada teve saldo positivo de 957 empregos. Das 15 atividades da Construção Pesada, cinco apresentaram saldo negativo, das quais destacamos: Obras de Engenharia Civil não Especificadas Anteriormente[1] (-1.160); Construção de Redes de Abastecimento de Água, Coleta de Esgoto e Construções Correlatas (-263) e Construção de Rodovias e Ferrovias (-165) e. Das atividades que obtiveram incrementos nos postos de trabalho, salienta-se: Montagem de Instalações Industriais e de Estruturas Metálicas (1.093), Serviços Especializados para a Construção não Especificados Anteriormente[1] (724) e Obras de Fundações (445). Nos últimos doze meses, o subsetor de Construção Pesada apresentou superávit de empregos formais de 5.211, destaca-se: Montagem de Instalações Industriais e de Estruturas Metálicas (1.747).

Gráfico 1- Saldo Acumulado de Emprego – CAGED – Ceará – 2009-2015

grafico

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: CAGED/MTE

Elaboração DIEESE/ SS SINTEPAV-CE

 

O mercado de trabalho na Construção Pesada apresenta comportamento cíclico ao longo do ano. O mês de março apresentou declínio nos postos de trabalho, pelo quarto mês consecutivo. O gráfico 1 mostra o saldo acumulado de emprego no mercado de trabalho cearense anual de 2009 a 2015. Observou-se que dos sete anos da série, 2014 teve o melhor resultado anual (5.459). Em 2015, apresentou queda nos postos de trabalhos nos primeiros quatro meses do ano, e a partir de maio apresentou saldo positivo, que foi suficiente para anular os efeitos das perdas de postos de trabalho no subsetor e, retomar o crescimento do número de empregos do setor. Outro ponto a ser ressaltado é que nesse período do ano, na série observada, os saldos de postos de labor foram negativos na maioria dos anos. Ou seja, esta é uma movimentação típica no mercado de trabalho do setor. As principais causas das demissões em 2015 foram as paralisações, parcial ou total, de algumas obras públicas: Cinturão da Águas do Ceará e Obras de Construção e Recuperação de Rodovias.

 

[1] Serviço de administração e gerenciamento de obras, serviço de montagem e desmontagem de andaimes, serviço de montagem e desmontagem de escoras, serviço de montagem e desmontagem de estruturas metálicas móveis, locação de guindastes e gruas, obras de perfuração de poços de água, etc.

[1] Construção de instalações desportivas (quadras, ginásios, campo, piscinas, etc.), escoramento, contenções, obras de estabilidade, obras de açudes e instalação de tanques de combustível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − um =